quarta-feira, 8 de outubro de 2014

A ONG Amigos do Trem e Prefeitura de Paraíba do Sul iniciaram Operação Conjunta de Desocupação da Ferrovia

A ONG Amigos do Trem e Prefeitura de Paraíba do Sul Iniciaram Operação Conjunta de Desocupação da Ferrovia por construções irregulares na faixa de domínio. Uma parceria pioneira está sendo realizada também com o DNIT, Amigos do Trem, visando a Preservação do Patrimônio Público Ferroviário do trecho que liga as cidades de Paraíba do Sul até Paty do Alferes/RJ, totalizando 44 km, com objetivo de proteger, preservar e zelar o patrimônio público ferroviário nacional.

A Parceria tem como objetivo reativar a primeira ferrovia devolvida pela Resolução da ANTT 4.131/2013, onde serão implantados projetos de cunho social, interesse público e trens de passageiros turísticos, resgatando a ferrovia e preservação do patrimônio público. Grande parte desta ferrovia encontrava-se desativada a quase 20 anos.

No dia 07/10/2014, a ONG Amigos do Trem, com seus Voluntários iniciou uma Operação Conjunta com a Prefeitura de Paraíba do Sul, através da Guarda Municipal e Fiscalização para iniciar a retirada das invasões ilegais a margem das ferrovia, coibir a destruição por vândalos e furtos de trilhos na jurisdição do município.

Na Operação em conjunto com a Prefeitura de Paraíba do Sul, teve resultado positivo com as retiradas das cercas irregulares, cadastramento dos invasores, orientação educativa para a população que moram na faixa de domínio da ferrovia, para que todos tenham conhecimento da importância do transporte ferroviário para as comunidades.

O prefeito Marcinho Abreu, afirmou que não vai medir esforços para conseguir revitalizar o turismo ferroviário no município, apoiar novos projetos que visam resgatar o transporte de passageiros na região, zelar pelo patrimônio público ferroviário, porque o trem de turismo é fator de desenvolvimento econômico, geração de novos empregos e renda para a população.

A ONG Amigos do Trem, está intensificando a fiscalização da ferrovia nos 44 km concedidos, procurando novos parceiros públicos e privados para contribuir na implantação do Projeto do Trem Litorina e dos vagões do antigo Trem de Prata, que será o primeiro trem de turismo regional do Estado do Rio de Janeiro, além da implantação da Maria Fumaça pela prefeitura de Paraíba do Sul até Cavaru, que teve no seu auge o transporte de quase 12 mil turistas ao ano.

A Operação foi um sucesso, porque todos os moradores que invadiram a ferrovia indevidamente, se comprometeram a colaborar retirando suas cercas e os muros que impedem o trem de circular, ainda disseram que apoiariam a volta dos trens de passageiros de turismo, porque é um grande benefício para a comunidade.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...